Você sabia que  quando nascemos temos apenas dois medos: o de cair (principalmente se for do colo da nossa mãe) e de sons barulhentos? Todos os outros nossos medos foram aprendidos ao longo de nossa vida e, se podem ser ensinados, também podemos desaprendê-los. Dentre muitos, um em especial chama atenção: o medo de expandir o próprio negócio em empreendedores.

O medo de expandir negócios pode estar associado a fatores bem reais do nosso contexto, como: alta taxa de impostos, dificuldade em selar parcerias confiáveis e falta de noções de mercado. No entanto, muita das vezes, nosso medo de expandir está apoiado em fatores pessoais dos quais podemos trabalhar para ter controle.

Irei passar algumas dicas que podem lhe auxiliar tanto a enfrentar esses problemas reais quanto aqueles que dependem exclusivamente cheap pills de você solucioná-los.

Medo de expandir o negócio: simplesmente abrace as mudanças.

Nós seres humanos sempre buscamos realizar nossas atividades com o mínimo de esforço possível. Lá pelos tempos das cavernas, nos vimos obrigados a enfrentar toda sorte de problemas que nos desgastavam pelo excesso de esforço que nos exigia. Assim os milênios passaram e ainda estão inscritos em nossos genes esse desejo de uma zona de conforto.

Ela foi criada com uma necessidade de sobrevivência, porém se usada de modo errado apenas trará prejuízos.  O medo de expandir o negócio constantemente está associado a isto: ter que se esforçar demasiadamente e principalmente promover mudanças. Mudanças essas frequentemente atreladas ao nosso jeito de ser, lidar com as pessoas e o mundo. Já parou para pensar o quão difícil pode ser para você ter que aceitar lidar com mais funcionários, organizar sua expansão nas horas vagas ou aprender a ser mais sociável?

Falhas não são o resultado final.

Das pessoas que eu conheço, posso dizer com boa segurança que dentre 5, pelos menos 2 ou 3 desistiram quando as primeiras falhas e erros começaram aparecer. Isto é algo que precisa ser trabalhado em seu sistema de crenças: ou você conquista e vence, ou aprende para conquistar e vencer. 

Tem-se uma dificuldade muito grande de encarar as dificuldades dessa maneira: como crescimento. Tudo o que você perdeu ou errou está te ensinando a ganhar e acertar. Um caminho que não deu certo é uma rota a menos para se preocupar.

Dê uma utilidade ao que você aprendeu.

Uma maneira muito eficaz de conter o medo de expandir o negócio é através do conhecimento. Quanto mais você conhece o caminho a ser seguido, mais fácil ficará para dar os próximos passos. Porém, é preciso pôr em prática e deixar de lado também essa zona de conforto.

Importante frisar: priorize conhecimentos práticos e não apenas um sem número de teorias que você pôde ler em um livro ou na internet. No fim, o que o mundo vai exigir de você são soluções.

Você tem medo do sucesso?

Isto pode parecer até uma pergunta idiota à primeira vista. Muitos dirão: “claro que não! Sucesso é tudo de bom!” Bom, conscientemente pode-se até dizer isso. Porém, a verdade não é bem essa. Um dos maiores medos humanos é de ser bem sucedido.

Sucesso significa: ser muito mais do que você acredita ser. Ganhar um reconhecimento que você imagina não merecer. Ter uma vida feliz e satisfatória – quando a maioria das pessoas está sofrendo (afinal, nossa cultura diz que é bom sofrer também). Enfim, sucesso significa ir na contramão, deixar de lado as amizades relativas e ambientes que não te propõe crescimento.

Alcançar o sucesso é um ato de abandono diário de coisas e pessoas que não importam. Não tem como isso não ser minimamente tenebroso. Entretanto, mantenha isso firme com você: o medo de ter sucesso é tão somente o seu receio de deixar um mundo antigo que não te levará a lugar nenhum.

 

Os 3 segredos:

Segredo #1 – O ciclo da mudança pessoal

Ciclo de Mudança pessoal

Lembre-se do momento que você começou a pensar em dirigir… Antes disso, você estava no estágio da ignorância pois simplesmente andava de carro, mas como nunca havia pensado em dirigi-lo “não sabia que não sabia”, em seguida, quando você pensou em dirigir entrou no ciclo da iniciação pois você já “sabia que não sabia”. Depois de algumas sessões na auto-escola ou com algum conhecido você passou a dirigir e entrou no ciclo do domínio uma vez que você “sabia que sabia”. E por último, após cada uma dessas fases você adquiriu um hábito pois passou a “não saber que sabe” e desde então nem lembra mais que está trocando a marcha ou acelerando, você apenas faz. Perceba que isso é comum para tudo que é novo e que inevitavelmente você passará por ele na hora de expandir o seu negócio, alguns com maior outros com menor velocidade.

Segredo #2 – O processo para superar um desafio

Processo de superação de um desafio add in cart cheaply tablets no rx – http://ibrahim-djamal.mhs.narotama.ac.id/2016/11/30/add-in-cart-cheaply-tablets-no-rx/

Existe um processo para superar um desafio e lidar com a mudança. Veja: Quando você pensou em dirigir, provavelmente, sentiu medo “Será que vou conseguir? E seu eu bater o carro? Ou pior, e se eu machucar alguém?” depois das primeiras tentativas o medo foi diminuindo pois você já estava na fase do esforço. Assim, quando você aprendeu a dirigir entrou na fase do conforto e passou a fazer tudo de forma automática, ou seja, você superou o desafio e lidou com o novo.
Agora, você não deve esperar que todos possam superar um desafio ou lidar bem com o novo, pois cada um tem o seu perfil e alguns irão demorar mais que outros para lidar com cada uma das etapas descritas acima.

Segredo #3 – Planejamento

Nós funcionamos por meio de nossas tarefas ou rotina diária, como: acordar, tomar café, ir para o banho, sair de casa etc. Essas tarefas podem estar bem claras e delineadas, com focos precisos. Ou simplesmente não. Um exemplo que escuto de muitas pessoas: “hoje vou trabalhar em tudo o que eu posso”. O que é tudo? Terminar a folha de pagamento, contatar investidores, limpar o banheiro de casa ou assinar uma papelada?

Planejamentos vagos como esses levarão a resultados igualmente vagos. Expandir é a mesma coisa. É preciso construir um esquema específico, claro, detalhado e não confuso e generalista.